O que é um site funcional?

O texto abaixo aparenta ser um texto específico, porém na verdade ele serve para qualquer um que tem ou venha a ter um site futuramente, sejam blogueiros, sejam profissionais liberais, sejam empresários. Aproveita que a consultoria é digratis:)

Como você deve saber, sou web-designer. O tempo passou e estou indo para os 10 anos de experiência no ramo. E nesse tempo eu não fiquei restrito ao como fazer e aos códigos. Na medida em que dividi meu tempo com a edição de blogs, aprendi muito sobre o que as pessoas esperam em um site. Percebi que um site não é um mero artefato digital que serve pra bonito, e sim um canal que conecta pessoas, informações e outras pessoas.

No início da minha atuação como web-designer, a tecnologia Flash, até então da Macromedia, hoje da Adobe, estava abocanhando o mercado de criação e desenvolvimento de sites. Um site em Flash era vendido (e ainda é hoje em dia, aos clientes desavisados) como um grande diferencial.

Bobagem…

Alguns desses clientes não tem mais sites em Flash porém solicitaram aos designers sites com a cara de um site em Flash :( Vejo muito isso porque tenho um blog de design e inteirores chamado Desideratto.com e devido ao segmento, me vejo muitas vezes procurando imagens em sites de designers e arquitetos.

São os piores tipos de site. Muito raramente se encontra o que se procura. Veja que sou prático nessas lidas digitais e tenho facilidade em navegar nos piores sites. Imagina o cliente leigo (muitas vezes cheio da grana)… Não vai encontrar o que quer e o designer/arquiteto vai perder um grande cliente por ser tolinho e querer parecer chique e sofisticado através de seu site, esperando que os visitantes compreendam a linguagem visual adotada, sem perceberem que a maioria das pessoas (incluindo as que tem muito dinheiro pra gastar) nem sonham com o que é linguagem visual. Profissionais do segmento artístico devem entender que um site está mais para um balcão de informações do que para uma obra de arte que deve ser apreciada.

MontBlanc - Um exemplo de site não funcional

MontBlanc – Um exemplo de site não funcional

O exemplo acima é o site da MontBlanc. Observe que o menu, que é o caminho para encontrar os produtos da empresa, está apagado na esquerda. Mais importante é mostrar como eles valorizam a elegância fazendo um tributo à Princesa de Mônaco. Sei que eles tem uma equipe que decide tudo isso, mas outras empresas grandes e “chiques” costumam facilitar mais o acesso ao seu conteúdo interno.

Veja que o problema não é o Flash, o problema é inventar moda, querer ser diferente e “chique” quando convém se adequar às  expectativas leigas dos visitantes.

As pessoas não vão conseguir navegar em sites glamorosos e exóticos. Não esperem que as pessoas queiram ADIVINHAR como os sites funcionam, elas não vão querer, elas tem preguiça de pensar, elas vão simplesmente fechar o navegador.

Entenda

O visitante de um site relacionado ao design, a móveis, a arquitetura e afins quer mais ou menos o seguinte:

  • Ver o que você oferece de bom, em imagens GRANDES e FÁCEIS de serem encontradas e que possam ser salvas no computador delas, afinal são possessivas e gostam de guardar o que lhes agrada (isto sugere a importância de se aplicar marcas d´água com o endereço de seu site na imagem, pois depois o indivíduo pode nem lembrar de onde tirou aquela imagem);
  • Encontrar as informações relacionadas ao produto/serviço que o interessou;
  • Saber o preço do produto/serviço;
  • Comprar o produto/serviço;
  • Fechar o seu site e ir logo pro Facebook; :)

O que o visitante NÃO QUER VER EM SEU SITE:

  • Imagens fotográficas que não dizem nada trocando automaticamente no topo;
  • Uma foto sua mostrando como você é lindo/a e chique;
  • Brincar de labirinto, tentando adivinhar como seu site funciona;
  • Brincar de esconde-esconde, levando minutos (o que é uma eternidade em termos de internet) para encontrar o que ele quer COMPRAR;
  • Esperar seu mega-glam-chic-site carregar, a não ser que seja sua mãe na primeira e última vez que vai acessar seu site;
  • Perder o tempo em que poderia estar no Facebook; :)

Conclusão

Apelei ao bom humor para você entender as bases de um site funcional. O visitante normalmente não o/a conhece e não tem porque ficar perdendo tempo com firulas que só você acha bonitinhas. O visitante quer é informação, o mais rápido possível. Deixe as informações que você oferece em seu site bem disponíveis, grandes e fáceis de achar. Ou você o fisga, ou provavelmente ele nunca mais voltará a visitar o seu site.

Exemplo de site funcional

Exemplo de site funcional

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>